Logo Cherto

Quando vale alugar uma franquia?

O que é alugar uma franquia?

Alugar uma franquia, também conhecida como "subfranquia" ou "franquia temporária", é uma modalidade em que um empreendedor pode operar uma unidade de franquia sem adquiri-la permanentemente. Ao invés de comprar a franquia de forma definitiva, o franqueado paga uma taxa de aluguel para operar o negócio por um período determinado, conforme estipulado em um contrato de aluguel. Este modelo oferece várias vantagens e características específicas.

Vantagens do aluguel de franquias!

O aluguel de franquia oferece várias vantagens que tornam essa modalidade de negócio atraente para muitos empreendedores. Uma das principais vantagens é a redução do risco. Com um investimento inicial menor e um compromisso de tempo limitado, os riscos financeiros e operacionais são significativamente reduzidos, permitindo que o franqueado avalie a viabilidade do negócio sem um compromisso de longo prazo. Isso é particularmente útil para aqueles que estão começando no mundo dos negócios ou que desejam experimentar um novo setor.

Além disso, alugar uma franquia permite que o empreendedor teste o mercado local e a demanda pelo produto ou serviço antes de se comprometer com uma compra definitiva. Essa abordagem de "teste antes de comprar" oferece uma visão prática sobre a aceitação do mercado e o desempenho potencial do negócio, ajudando o franqueado a tomar decisões mais informadas sobre o futuro do empreendimento.

franquias em conteiner
capital de giro

Outra vantagem significativa é a experiência operacional que o franqueado pode adquirir. Operar uma franquia alugada proporciona experiência prática na gestão do negócio, beneficiando-se do suporte e da estrutura oferecidos pelo franqueador. Esse suporte contínuo pode incluir treinamento, assistência em marketing e orientação operacional, o que pode ser extremamente valioso, especialmente para novos empreendedores que estão desenvolvendo suas habilidades empresariais.

Operar uma franquia alugada de uma marca estabelecida oferece a vantagem de atrair clientes com base no reconhecimento e na reputação da marca. O poder de uma marca conhecida pode aumentar as chances de sucesso do franqueado, pois os clientes tendem a confiar mais em marcas que já conhecem e respeitam. Essa confiança pode traduzir-se em uma base de clientes mais sólida e em um início de operações mais rápido e eficiente.

Considerações ao Alugar uma Franquia

Antes de decidir alugar uma franquia, é importante realizar uma pesquisa detalhada e consultar profissionais, como advogados e consultores de franquias, para entender completamente os termos e condições do contrato de aluguel. Avalie também o suporte oferecido pelo franqueador e a viabilidade do negócio no mercado local.

Alugar uma franquia pode ser uma excelente maneira de entrar no mundo dos negócios com menos risco e maior suporte. No entanto, como qualquer decisão empresarial, deve ser feita com cuidado e consideração para garantir que se alinhe com seus objetivos e capacidades.

Cherto Consultoria: Sua Parceira no Aluguel de Franquias!

A Cherto Consultoria é uma parceira essencial para empreendedores interessados em alugar franquias. Com vasta experiência e conhecimento no setor, a Cherto oferece serviços abrangentes que facilitam o processo de aluguel de franquias, minimizando riscos financeiros e operacionais.

A consultoria começa com uma análise detalhada do perfil do empreendedor para garantir que a franquia escolhida esteja alinhada com suas habilidades e objetivos. A Cherto também auxilia na seleção da franquia ideal, utilizando seu amplo portfólio e rede de contatos para recomendar opções que atendam aos critérios específicos do cliente.

Além da seleção, a Cherto oferece suporte contínuo durante todo o período de aluguel da franquia, incluindo orientação operacional e estratégias de mercado. Essa abordagem holística garante que os empreendedores estejam bem preparados e apoiados em cada etapa do processo, aumentando as chances de sucesso no mundo das franquias.

Indústrias usam canais de vendas para melhorar experiência de consumo

Equipe Cherto

5 Out 2021

compartilhar

Tendência inaugurada internacionalmente por grandes marcas, como Coca-Cola e Nike, a estratégia comercial D2C, Direct to Costumer, tem ganhado força no mercado brasileiro nos últimos anos — principalmente com o aumento vigoroso do comércio eletrônico. Caso o termo não lhe seja familiar, o conceito por trás dele é muito simples. Trata-se de indústrias utilizando-se de novos canais de vendas para oferecer seus produtos diretamente aos consumidores, eliminando os intermediários do varejo, seja de forma presencial ou virtual.

Mas, afinal, o que as indústrias ganham com isso?

Em linha gerais, o principal ganho das indústrias está relacionado à experiência de consumo. Nesse sentido, um outro termo bastante utilizado atualmente pode ser aplicado aqui, omnichannel. Esta estratégia utiliza múltiplos canais de vendas, porém de forma integrada, conectando todo o processo e maximizando a tal experiência dos clientes, trazendo-os para perto de suas marcas e produtos em um ciclo virtuoso de consumo.

Ou seja, a tática D2C faz parte de uma intenção maior, onde a indústria pode desde testar novos tipos de produtos e ter uma resposta direta de seus consumidores, até promover uma prática de multicanais, interligando estratégias de comunicação e atingindo diretamente o seu público-alvo, em uma ação de omnichannel. Alguns exemplos bem sucedidos são as lojas da marca Kit Kat, da Nestlé, em São Paulo, com sabores diferentes de chocolates e opções de personalização por meio do seu site, e as lavanderias da marca Ariel, da P&G, que oferecem serviço online de coletas e a oportunidade de experimentar os benefícios dos produtos de uma forma diferente da usual.

D2C e nas redes de franquia

Outro case muito bem sucedido, e que nos traz para o universo das franquias, é o da Casa Bauducco. A marca entendeu que os clientes tinham jeitos particulares de consumir os seus produtos e que poderiam reunir essas diferentes formas de degustação. Assim, trouxeram para pontos físicos o que as pessoas só poderiam ter em casa — um café fresco, uma fatia de panetone quente, mas com uma cobertura especial, que não teriam em casa. Ou seja, uma ponte entre o entendimento das práticas de seus clientes com um algo a mais, realizando a estratégia D2C sem, de forma alguma, prejudicar a venda de seus produtos no grande varejo.

O que essas histórias nos trazem é que o formato D2C, muito mais do que uma ameaça para os distribuidores e demais canais de vendas varejistas, é uma estratégia de aproximação com os consumidores. Prática essa que recebeu, inclusive, um grande impulso com a recente pandemia de COVID-19, que turbinou as vendas online, ao mesmo tempo que obrigou as empresas a buscarem novas formas de conexão com seu público.

Tags

2022 franchising franquias negócios