O que os multifranqueados têm a ensinar aos franqueadores

Equipe Cherto

14 Jun 2019

compartilhar

Todo franqueador quer saber como tornar sua franquia atraente para um franqueado capitalizado e bem preparado, que faça uma gestão profissional do negócio e ajude a empresa a crescer.

Do outro lado, todo empreendedor que deseja comprar uma franquia tem uma dúvida primordial: que critérios avaliar para comparar as marcas e fazer a escolha certa.

Somente quem conhece bem o mercado de franquias pode avaliar as lições que multifranqueados podem ensinar à empresa franqueadora e a seus franqueados.

Alberto Oyama (dono de lojas das marcas Contém 1g, L’Occitane e Mr Cat) e Glauber Gentil (dono de lojas das marcas O Boticário, Quem disse, Berenice?,  Swarovski e Sunglass Hut na região Nordeste), são as melhores pessoas para responder a essas perguntas.

“Antes de olhar para marca, faturamento e rentabilidade, eu analiso cultura, valores e governança da franqueadora.”, explica Glauber, que, assim como Alberto, é um dos alvos das marcas, ávidas por contar com a experiência e conhecimento de um multifranqueado em sua rede.

Pontos de atenção na relação entre franqueado e franqueador

Para atrair um multifranqueado, o franqueador deve transformar a operação em algo fácil, criando novos canais de vendas e fazendo com que o negócio seja atraente.

“Sempre verifico se a franqueadora está capitalizada, se tem boa gestão e valores alinhados com os meus”, conta Alberto Oyama. “Analiso também se a marca tem boa expressão, é conhecida e se há probabilidade de aumentar o faturamento”, completa, enfatizando que é muito importante analisar a rentabilidade e a viabilidade tributária do negócio, já que não será possível enquadrar as lojas no sistema tributário Simples.

Outra recomendação para ambas as partes é considerar que as coisas podem dar errado. Por isso, franqueador e multifranqueado devem discutir as cláusulas de saída. Transparência e maturidade desde o início são indispensáveis nessa relação.

“Tenho franquias de duas marcas no setor cosmético, consideradas concorrentes. Minha postura sempre foi ter transparência e conversar com o franqueador para acabar com essa cláusula de exclusividade”, completa Oyama.

Escolher um ramo específico, como alimentação, beleza ou saúde, também é uma dica dos multifranqueadores para aproveitar melhor o backoffice da empresa.

Para o franqueador, por outro lado, é fundamental ter confiança no seu negócio e acreditar que ele vá ter resultados. Se ele acreditar que, com ele, o franqueado poderá realizar seus sonhos, então pode começar a vendê-lo para os outros.

Tags

consultoria franchising franquias negócios

O que os multifranqueados têm a ensinar aos franqueadores

Equipe Cherto

14 Jun 2019

compartilhar

Tags

consultoria franchising franquias negócios